BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

PSICOPATAS




Algumas características do psicopata são o egocentrismo, a ausência de culpa e remorso, o excesso de razão e a inexistência de emoção. Dentro destas características a mentira é um dos atos mais recorrentes. Para sustentar uma mentira, o psicopata cria outras e mais outras, sempre para chegar aos seus objetivos. Por não sentir culpa, o psicopata atua e finge muito bem. Facilmente pode forjar um choro, tristeza ou qualquer outro sentimento que seja mais facilmente observável.




A grosso modo, o psicopata pode ser classificado em três graus. O primeiro deles, o leve, seria o conhecido 171 (estelionatário), o indivíduo que aplica pequenos golpes e engana as pessoas. O segundo grau, o moderado, seria o indivíduo que se envolve em grandes fraudes financeiras ou em golpes envolvendo muitas pessoas. O terceiro grau, o grave, seria a da categoria dos serial killers, que quase sempre envolvem requintes de crueldade. No Brasil já tivemos vários casos de serial killers, dentre eles o bandido da luz vermelha e o maníaco do parque. Há também muitos outros crimes que foram cometidos por prováveis psicopatas graves, como o caso Richthofen, o caso Eloá e tantos outros.




Os crimes envolvendo os psicopatas graves são repletos de requintes de crueldade. No caso do jornalista Tim Lopes, seus assassinos fizeram um ritual para cometer o crime. Utilizaram espadas, tortura e diversos artifícios de crueldade. Por fim, o corpo do jornalista foi queimado em um local denominado "microndas". Essa categoria mais grave de psicopata pode ser descrita ainda como um predador humano, eles simplesmente “caçam” as suas vítimas como um animal feroz.




/www.psicologoemcuritiba.com.br/2009/04/psicopatia.html
Eu recebo inúmeros e-mails de pessoas que dizem, ou melhor, escrevem que quer muito me conhecer, apos ter lido meu blog, e após manifestar esse desejo de me conhecer, me dão um monte de conselhos, dos mais variados...pedem para que eu não ligue p a opinião alheia, que eu esqueça o que passou, que eu seja eu mesma, que eu me ame, etc...

Acho muito bacana esse tipo de carinho por parte de pessoas que me conhecem, só sabem um pedacinho da minha vida através desse blog. Eu não estou aqui fazendo uma crítica, ou pedindo de forma indireta que parem com seus conselhos!! Isso eu nunca faria, porque penso que toda manisfestação, seja ela positiva ou não, não deixa de ser uma forma de carinho, e que por sinal eu recebo bem.

Tenho duas coisas a ressaltar aqui: Quanto a querer me conhecer, será um prazer, mas não sei o que as pessoas imaginam ou fantasiam a meu respeito, mas adianto que sou só uma mulher que sofreu demais por ter sido ingenua, por não ter tomado os devidos cuidados aqui na internet, e que como muitas, saio de um casamento terrível, onde era violentada de todas as formas, mas que se deixou violentar, e na ansia de ser feliz, e com fome de muito amor, caiu na primeira declaração de amor Vinda de um expert em mulheres carentes. A idéia do blog não é promover a coitadinha que perdeu tudo, e que hoje leva uma vida difícil...já joguei minha coitadinha no lixo a muito tempo, assumo minhas responsabilidades, e ninguém nos faz aquilo que não permitimos....dei muito poder a ele, assim como havia dado a meu ex marido, e sempre que fazemos isso, abrimos mão de nós mesmas, e as pessoas se sentem a vontade de fazer o que bem quiser.

Outro ponto a enfatizar aqui é que eu não estou fazendo apologia ao sofrimento...nem acho que me exponho quando conto que fui vítima de violência física, verbal, emocional de meu ex marido, e mesmo tendo uma vida muito confortável materialmente, eu pedi a separação e lutei por ela, porque não há jóia, não há carro nem coisa alguma que possa servir de consolo, ou de desculpas para se viver num cativeiro como eu vivia...nunca me vendi.

Eu escrevo esse blog para PEDIR as mulheres em geral, que não fiquem nas mãos de ninguém, que denunciem, que façam BO quando forem agredidas principalmente físicamente, eu só passei a ter mais segurança o dia em que fiz um BO e andava com ele na bolsa.

Não acreditem nas desculpas, nos beijos pós massacre...nas promessas de que será a última vez! Quem nasce para agredir e encontra quem deixe, seja lá porque motivo, fará isso a vida inteira...não queira mudar ninguém....mude você.

As minhas dores, minhas mágoas, ou qualquer sentimento que derive do reultado de ter ou ser mal amada, já foi superado, caso contrário, eu não faria esse blog. Não trabalhei fora, apesar de ter faculdade e várias pós, me dediquei a filhos e ao marido durante 17 anos, abri mão de minha profissão, e hoje não tenho o menor valor para o carrasco que conviveu comigo por 17 anos, que pediu para que eu não trabalhasse...e hoje espalha aos 4 ventos que não fiz nada durante 17 anos....e se vinga no bolso, me deixando passar necessidade, e principalmente, deixando os próprios filhos passarem, sendo ele um grande executivo...mas como já escrevi anteriormente, eu deixei....eu permitir...quando eu devia ter ido embora na primeira levantada de mão de que ele deu.

Saí de um casamento onde eu deixei que me roubasse meus sonhos, minha auto estima, e tantas outras coisas, e entrei em outro que me roubou de fato, talvez a única coisa que tenha sobrado de meu casamento...um apartamento, que era minha segurança, e um carro que querendo ou não é um conforto....deixei os dois levarem tudo.

Isso é apenas um alerta, um exemplo, uma confissão de ingenuidade e burrice. Hoje, depois de tudo que dei, me dediquei, fui leal, respeitei, ainda sou mal julagada por ter me envolvido com uma pessoa que era um bandido e eu nem desconfiei.

Mas aos que me aconselham não se importar com a opinião alheia, a ser eu mesma, eu digo que o que os outros pensam , acham sentem a meu respeito, não tem o menor valor, nem chego a ouvir, sei quem sou, não tenho vergonha de ter sido tão abandonada por mim, mas hoje, depois de ter passado por tudo que passei, me amo muito, me valorizo demais, to ainda na luta, ainda quero ser muito feliz, e serei...sinto falta de ter meu conforto? claro!! de ter meu carro? com certeza!! mas tudo isso foi o preço que paguei para aprender na dor...e hoje olho no espelho e vejo uma mulher de carater, que assume que errou, ou que fez o que sabia, mas que nunca mais deixará alguém se quer enconstar as mãos em mim, se não for para me fazer um carinho.

As mãos que batem, não sabem acariciar, as mãos que roubam, não sabem pegar nem reconhecer o que é verdadeiro e honesto.

Era isso...esse é o meu recado, e sempre será!







CONTADOR

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Eu me lembro que na época em que virei uma sem teto...rs...desesperada, comecei a enviar um monte de email aos meus contatos, contando o que havia acontecido, com a foto do meliante...e pedindo caso alguém pudesse me ajudar de alguma forma a localizar, que me avisasse. Foi muito engraçado porque nós nunca podemos imaginar qual será a atitude das pessoas, e para minha surpresa, recebi poucos e-mails, e claro, me desmentindo, teve até uma pessoa que escreveu uma coisa que eu nunca mais vou esquecer...ele escreveu que aquilo não poderia ser verdade, e que ele tinha certeza de que não era....porque se ele tivesse certeza de que isso realmente havia me acontecido, ele até me dava um apartamento.
É óbvio que eu jamais aceitaria um apartamento de alguém que não conheço, aliás, mesmo de quem eu conheço que não seja da familía....mas a certeza da pessoa de que eu estava inventando era tão grande, que chegou a me chocar.
Que não dava para ninguém fazer nada, isso era óbvio, hoje percebo, mas no auge do desespero, só pensava em gritar socorro.
Aprendam:
1. Ninguém irá te socorrer, que não seja de sua familía e olhe lá!
2. Uma história como essa, ninguém acredita, você passa por louca.
3. Tudo que você fez para seu ex marido, e a familía dele....o meu tudo engloba ter sido carinhosa, ter cuidado bem, ter sidoão leal, ter tido carater, etc...eles já esqueceram faz tempo, quando não negam que você fez!! NÃO SE ILUDAM.
4. Não interessa se você foi fiel, se aguentou tantas coisas, se abriu mão de sua vida para cuidar das deles...fez porque quis, e isso se realmente lembrarem que você fez, o que já é uma grande coisa!
Não estou induzindo vocês a não fazerem, mas façam conscientes de que nunca terão reconhecimento, muito menos valor.
Hoje, tenho uma vida que nunca imaginei ter, vivo com muita dificuldade financeira, estou procurando emprego, mas pela idade e falta de experiencia, é difícil, e meu ex marido nem lembra que tem ou teve uma familia...os filhos passarem necessidade para ele as vezes parece até um prazer. Não esperem que ele ame ao menos os filhos de vocês....nem que se preocupe se você esta sobrecarregada, ainda mais se você errou, se enganou, acreditou...você não pode errar entendeu?
Portanto eu acoselho as mulheres que acabaram de casar, ou que estão para se casar a não abrirem mão de suas vidas profissionais, nunca! Eu fiz isso em prol de uma familia que eu julgava unida...hoje...rsrs...
Eu não estou amarga, não sou amarga, sou REALISTA...e aprendi a não me iludir mais, a nao esperar mais nada de ninguém, e de fato não espero, hoje quando um homem me chama para tomar um café, e me enche de elogios, sei que o próximo convite será motel!! Como não me achei na rua, e me respeito muito, não aceito.
Sei quem sou, como sou, e tudo que tenho para dar...mas são coisas valiosas demais para hoje...dar para qualquer um.
Tem que merecer...e muitooo.
Vejam bem para quem vocês entregam vocês!!

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Custom Search Control
Web


Não me prendo a nada que me defina – Clarice Lispector


Clarice Lispector Não me prendo a nada que me defina. Sou companhia, mas posso ser solidão. Tranquilidade e inconstância. Pedra e coração. Sou abraços, sorrisos, ânimo, bom humor, sarcasmo, preguiça e sono! Música alta e silêncio. Serei o que você quiser, mas só quando eu quiser. Não me limito, não sou cruel comigo! Serei sempre apego pelo que vale a pena e desapego pelo que não quer valer…
“Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato... Ou toca, ou não toca."
(
Clarice Lispector)





7 comentários:

Cristina Blini Barreto disse...

Ola, procurando na web algo q me mostrasse q eu não estou só nessa experiencia desastrosa q é ser vítma de um psicopata encontrei seu blog. Q bom no meio de tanta dor encontrar um feixe de luz. Cris

Cristina Blini Barreto disse...

Ola, procurando na web algo q me mostrasse q eu não estou só nessa experiencia desastrosa q é ser vítma de um psicopata encontrei seu blog. Q bom no meio de tanta dor encontrar um feixe de luz. Cris

Cristina Blini Barreto disse...

Ola, procurando na web algo q me mostrasse q eu não estou só nessa experiencia desastrosa q é ser vítma de um psicopata encontrei seu blog. Q bom no meio de tanta dor encontrar um feixe de luz. Cris

Anônimo disse...

Queria comentarmos post em que Alma diz que tudo que mos acontece é porque nós permitimos. Indico que leiam no Blog Alternativas Penais o texto : Violência perversa na relação intra familiar. Penso que essa imagem de que nós temos o tempo todo plena consciência de nunca podemos confiar em ninguém é uma fantasia ou um mecanismo de proteção criado por tantos maltratos

Anônimo disse...

Triste mundo em devemos ensinar a desconfiança, a individualidade e não a partilha, em que a idéia do bem comum e da família tenha que viver à sombra de sermos acusadas de abandonarmos nossas carreiras e nos colocarmos à deriva por nossa própria culpa. Ora , a escolha pela família também não é um projeto de vida e de amor? Essa fala de responsabilidade unilateral, sempre permitindo que o homem, em especial os psicopatas saiam tranqüilos e serenos , afinal eles só maltratam que se deixa maltratar, mais parece uma história de terror. Pensem se isso começar a ser argumento de defesa para maridos perversos? Eu pergunto, se é isso que vocês acreditam, em especial essa pessoa que se denomina Alma, como ficará a Lei Maria da Penha? Será extinta, por certo. É uma história antiga fazer a pessoa agredida virar réu. Mas tem um viés de psicologia que por um lado " fortalece" a pessoa dizendo que foi ela que permitiu, tirando a idéia do poder do outro sobre ela. Mas vejo que esse viés torna essas mulheres cruéis para com outras mulheres que sofrem agressões, além de estar abrindo precedentes para que os algozes não sejam responsabilizados . Em pouco tempo teremos uma mulher além de agredida, destituída de tudo que tentou construir, com uma bagagem de dor, tristeza e perdas, ser também culpada de ter tido filhos com um psicopata e portanto ele, inocente de tudo, já que a escolha foi dela, não precisará pagar pensão para os filhos .

Anônimo disse...

O mundo está do avesso mesmo, como casar e pensar em começar uma família sob a sombra da desconfiança, o lema da individualidade, o medo de ficar sem nada e só... Famílias em que a mãe é chamada na escolinha para ver que o filho aprendeu a comer com a colher, porque se a escola não faz um evento para mostrar a mãe que trabalha o dia todo não tem como saber , porque se ela deixar a carreira dela, certamente ela estará na miséria em breve e ainda será a única responsável por isso ter acontecido. Às mães, esposas, às mulheres de hoje não lhes é permitido a escolha pelos filhos, pela família, porque isso não tem valor, só tem valor o que produz renda, dinheiro, lucro. O que produz pessoas de bem, honestas, idôneas, saudáveis tanto no corpo quanto psicologicamente, ou seja, uma família bem estruturada, em que o respeito, o amor , a solidariedade, a intimidade, o afeto, a educação dada pelos próprios pais são prioridade, isso não faz mais parte das opções de escolha, mas de forma incoerente e cruel, hoje, faz parte das alegações de acusação. Qual o próximo passo? Quem educará nossos filhos? E que mãe saberá quem são seus filhos? As que tem mais sorte, deixam os filhos com as avós, que hoje em sua grande maioria em vez de serem avós, voltaram a ser mães - dos netos- por pena de ver as crianças serem criadas por desconhecidos, ou ainda porque os filhos despejam os netos nas casas das avós porque precisam trabalhar do nascer do sol até noite adentro. O mundo está do avesso. Alguém ainda tem coragem de dizer que não sabe a resposta

Anônimo disse...

Alguém ainda tem coragem de dizer que não sabe a resposta da pergunta que se estampa nos noticiários e na vida de cada um de nós? Por que a violência, a corrupção, o descaso com os idosos, a crueldade com as crianças, o tráfico, a morte de jovens, a drogadição, a promiscuidade, a banalização do ser humanos da vida... tem aumentado vertiginosamente? Muitos de nós sabemos. É um ledo engano dizer que mulheres vítimas de violência doméstica são culpadas ou permitiram a violência. Dizer isso é o mesmo que repetir as falas já antigas de que: " Mulher de bandido gosta de apanhar " É lamentável ver que psicológicamente as mulheres estão sendo induzidas a isso com a fantasia de que se tornam mais fortes ao enfraquecerem a luta de guerreiras igual Maria da Penha e Joana Maranhão. Lamentável, desanimador